fbpx

Tom Jobim: a obra desse mestre da nossa música

Tom Jobim: quem foi esse grande mestre da música ? O maestro, músico, cantor, pianista e compositor Tom Jobim é um dos maiores expoentes da música brasileira pelo mundo. Além de sua composição em parceria com Vinícius de Moraes, Garota de Ipanema, sua obra ajudou a Música Popular Brasileira (MPB) a ficar conhecida no mundo.

Nascido no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro, em 1927, Tom Jobim era filho do diplomata Jorge de Oliveira Jobim e da pianista Nilza Brasileiro de Almeida. Quando ainda era criança mudou-se para o bairro de Ipanema, que viria a ser tema e inspiração para diversas homenagens por meio de suas canções. Chegou a estudar Arquitetura, mas, aos 20 anos de idade, começou a tocar piano em boates em Copacabana e Ipanema além de trabalhar em estúdios de gravação. Além disso, estudava orquestração, harmonia e composição. Então, graças aos estudos sobre música foi fortemente influenciado, segundo ele próprio, por Chopin, Debussy e, especialmente, de Heitor Villa-Lobos.

Vinicius de Moraes 

A parceria de Tom Jobim com o poeta Vinícius de Moraes resultou em algumas das mais consagradas obras da música brasileira. Essa história começou quando, na década de 1950, Moraes procurava um musicista para fazer a música da peça “Orfeu da Conceição”. Graças à escolha de Tom Jobim, começou a parceria que rendeu mais de 50 músicas. Entre elas, a música brasileira mais conhecida no mundo até hoje: Garota de Ipanema. Contudo, a obra desse grande mestre vai muito além da música Garota de Ipanema.

João Gilberto

Em 1952, contratado pela gravadora Continental, teve seu primeiro sucesso dois anos mais tarde: um samba-canção intitulado “Tereza da praia”, em 1954. Então, quatro anos mais tarde, em 1958, a parceria com João Gilberto resultou num fenômeno que marcou a história da nossa música: a Bossa Nova.

O reconhecimento internacional se consolidou em 1962, quando os astros do Jazz estadunidense, Stan Getz e Charlie Byrd fizeram uma versão da música “Desafinado”. No mesmo ano, Tom Jobim e outros músicos brasileiros foram convidados a participar de uma apresentação do Carnegie Hall. Então, com a Bossa Nova em alta, muitos músicos de jazz chegaram a gravar álbuns inspirados pelo ritmo brasileiro até o final dos anos 1960. Com isso, a fusão entre a Bossa Nova (e suas batidas discretas do samba e um canto suave) com as progressões harmônicas sofisticadas do Cool Jazz, tornou-se um movimento duradouro na música internacional. Com isso, Tom Jobim colaborou em diversos álbuns, como Getz / Gilberto (1963) e Frank Sinatra e Antônio Carlos Jobim (1967). 

Obra e legado

Apesar de ter se consagrado principalmente pelos clássicos “Garota de Ipanema” e “Desafinado”, Tom Jobim escreveu cerca de 400 músicas. Entre Os principais sucessos de destacam-se ainda: “Chega de saudade” (1958), “Corcovado” (1960), “Samba do avião” (1962), “Só danço samba” (1962), “Wave” (1967), “Águas de março” (1973). Tom Jobim foi incluído no Hall of Fame em Nova Iorque em 1991. Naquela ocasião se apresentou tocando piano e cantando. Ele faleceu de parada cardíaca em dezembro de 1994, aos 67 anos em Nova Iorque. Sua morte causou comoção em todo o mundo. Prova disso é que uma infinidade de álbuns e concertos de tributo foram produzidos após sua morte. Sua reputação como um dos grandes compositores do século também reside hoje na cena do jazz, onde os grandes mestres têm em seus repertórios  pelo menos uma Bossa Nova.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Cadastre-se e assista a 4 aulas gratuitas exclusivas

Fechar Menu

APRENDA COM UMA DAS VOZES MAIS ACLAMADAS DA MÚSICA BRASILEIRA

Liberamos gratuitamente 4 aulas do curso para você viver esta experiência

Deixe aqui seus dados para ter acesso às 4 aulas gratuitas

  • Seus dados estão seguros